Area Militar temas de analise


Exército

Últimos artigos de análise


Queda de Berlim


Anexação da Crimeia


Invasão de Goa


Operação Barbarossa


Rearmamento venezuelano


Os caças do FX-2

Pandur-II escolhido

Após anos de espectativa, após anos de queixas, após anos de avisos, relativamente à total obsolescência dos velhos BRAVIA CHAIMITE V-200, e após um concurso que não deixou de envolver alguma polémica, o Ministério da Defesa, declarou que o vencedor deste concurso, será o fabricante austríaco STEYR, e o veículo que vai passar a equipar as forças armadas portuguesas, será o PANDUR-II.

Ao contrario do Chaimite, que era um veículo 4x4, com quatro rodas motrizes, o PANDUR-2 agora escolhido por Portugal, é um 8x8 com oito rodas motrizes. Quer em tamanho, quer em peso e capacidade de carga, o PANDUR, é em tudo superior ao Chaimite, e encontra-se entre os melhores veículos 8x8 da actualidade. Além disso, dizer que o novo veículo blindado vem substituir o Chaimite, também não é exactamente correcto, uma vez que apenas duas das versões do PANDUR podem defacto substituir alguns dos Chaimite. As restantes versões não têm uma contrapartida para substituir na familia Chaimite.

O PANDUR-II, não é, dos três concorrentes, a opção mais bonita. O veículo perde em todos os concursos de beleza para carros de combate (como perderia o Chaimite). No entanto, como é obvio, as questões estéticas não são as mais importantes neste tipo de situações.

Porque ganha o PANDUR?
À partida, os três veículos colocados a concurso, têm vantagens e desvantagens, que tornariam difícil decidir que um deles era claramente superior ao outro.

O AMV PATRIA fabricado na Finlândia, tem a vantagem de ser um veículo modular, com uma quantidade de opções relativamente mais modernas que os outros concorrentes. No entanto, sofre dos problemas dos veículos modulares. São sempre mais caros e nunca são 100% adequados a nenhuma função. O sistema de morteiros duplos aplicável ao AMV, por exemplo, está entre ao mais sofisticados no mundo, mas não era adequado ás necessidades portuguesas.

O PIRANHA-III, era igualmente uma opção de grande qualidade. Da família do PIRANHA-III derivou o STRYKER americano, e o veículo é, nas suas varias versões, utilizado por um considerável numero de forças armadas dos países ocidentais, o que não deixava de ser uma clara vantagem.

O PANDUR, tinha a desvantagem de, na sua versão 8x8 não ter sido escolhido ainda, em quantidade, por nenhuma força armada. No entanto, a situação não era muito diferente da do PATRIA, dado este também ter sido escolhido pela Polónia , para as suas forças armadas, e não ter um numero de unidades em operação que pudesse ser tomado como referência, dado as unidades polacas não terem ainda sido entregues.

Na realidade, analisando (apenas pelos dados conhecidos) as várias características, das várias versões, do PANDUR-II não eram nem melhores nem piores que as dos concorrentes. A verdade é que a qualidade da proposta, não depende tanto das características dos veículos (caracteristicas do modelo base) como da qualidade e caracteristicas técnicas dos equipamentos instalados nas várias versões.

A capacidade do PANDUR-II na versão básica (14 militares) é superior à capacidade dos outros dois concorrentes (11 nos dois casos).

Para finalizar. A possibilidade de os veículos virem a ser fabricados em Portugal, acabou sendo o factor definitivo. É uma contrapartida que faz todo o sentido, porque não só dá trabalho à industria portuguesa, e a mão de obra portuguesa, como poderá ser uma forma de projectar essas valências junto de potenciais mercados de exportação, onde Portugal terá mais capacidade negocial.

Mesmo que o PANDUR-II não tivesse, no cômputo geral, ligeiras vantagens (ainda que irrelevantes) quando se faz uma comparação genérica, este factor mais que qualquer outro, justifica a aquisição.

Mesmo considerando que o Chaimite, foi exportado por Portugal, a presente encomenda, das forças armadas, ultrapassa claramente (mais que dobra) a quantidade de Chaimites produzidos pela BRAVIA nos anos 60 e 70.



Título: Decisão tomada: Pandur-II (última actualização: 10.06.2005)
Autor: Pedro Brás
Referências: MDN / Steyr / Janes rec. Guide / Ref.autor


- Página 1->Pandur-II escolhido - Página 2->Características e dados adicionais - Página 3->Quadro de cacterísticas dos modelos

MENU

1
Pandur-II escolhido
[Pag. 2]
Características e dados adicionais
[Pag. 3]
Quadro de cacterísticas dos modelos