Listar armas do tipo
Lança granada-foguete

Armas idênticas ou relacionadas:

RPG-2
Lança granada-foguete
RPG-7
Lança granada-foguete

Dados sobre utilizadores deste armamento:

RPG-2
Lança granada-foguete

Fabricante: Soviet State Factories
Tipo de arma: Lança granada-foguete --- Calibre: 40mm
Cadência de tiro: 1 disparos p/min.Velocidade do projectil: 140 M/s
Alcance eficaz: 100MAlcance máximo: 150M
Dimensões: Comprimento: 950mm (Cano: 650mm) Largura: 0mm / Altura: 0mm
Peso da arma: 4.67KgDepósito(Carregador): Manual munições
FiabilidadeManutenção5
Potência2Manuseamento6
Precisão3Preço7


O lançador de granadas a foguete RPG-2 foi adoptado pela URSS em 1949. A resultou dos estudos russos de armas alemãs e norte-americanas como o Panzershreck, a Bazooka e o Panzerfaust.

A capacidade de penetração do RPG-2, com a munição PG2(HEAT) era de aproximadamente 200mm, quando disparada dentro do alcance da arma. Esta capacidade era suficiente para perfurar a blindagem dos tanques americanos dos anos 50.

O desenvolvimento das blindagens levou a que o RPG-2 ficasse obsoleto, tendo sido substituido pelo RPG-7 no inicio dos anos 60.


Informação genérica:
Inspirado no Panzerfaust alemão e no Panzershreck, que era uma cópia da Bazooka norte-americana, os sistemas do tipo RPG tornaram-se muito comuns em variados cenário de guerra.

Desde o inicial RPG-2 fabricado na União Soviética, até ao RPG-7 igualmente soviético mas copiado por vários países este tipo de arma tornou-se num dos principais problemas para os veículos blindados modernos.

Fácil de utilizar e de fabricar o RPG-7 tornou-se quase tão comum quanto a arma de assalto AK-47.

O sistema é composto pelo lançador e pela munição que é constituida por uma ogiva acoplada a uma carga de foguete que é disparada na direcção do alvo.
Quando atinge o alvo, a explosão produz um fluxo de metal liquido que perfura o alvo.

Este tipo de sistema mostrou não ser capaz de ultrapassar as blindagens reactivas explosivas e um novo tipo de ogiva foi desenhado, constituido por duas ogivas. Uma inicial destinada a provocar a explosão da blindagem reactiva e uma segunda destinada a perfuar a blindagem principal.

No entanto, novos tipos de blindagem reactiva não explosiva voltaram a apresentar novos desafios para os projectistas destee tipo de armas.

No entanto este problema só se coloca contra veículos blindados modernos e não contra a esmagadora maioria dos veículos blindados do mundo, que não dispõem de blindagens mais sofisticadas.


Embora seja uma arma muito divulgada pela sua facilidade de utilização, tanto o RPG-2 como o RPG-7 são armas complicadas de operar de forma eficaz se não foram utilizadas por pessoal com experiência.

Dado não se tratar de uma arma guiada, o principal problema é a dificuldade em acertar um alvo a uma distancia superior a 200 metros, mas mesmo a distancias menores os utilizadores podem não conseguir atingir o alvo com sucesso se não tiverem algum treino.


A grande profusão de fontes que referem dados diferentes para cada tipo de arma, leva a que possa existir alguma inconsistência de dados.
Alcance eficaz: A distância aproximada em metros, em que se espera que o disparo atinja o objectivo. Alcance máximo: Normalmente a distância em metros em que o projectil precorre uma trajectória recta (tiro tenso).Não é considerado o alcance máximo possível do projectil que pode ser atingido numa trajectória parabólica.
A classificação para «preço», é inversamente proporcional ao custo previsto da arma. Pelo que uma arma muito cara terá uma classificação baixa.
 

Última actualização desta página : 05.12.2007

---