Listar armas do tipo
Espingarda / Fuzil

Armas idênticas ou relacionadas:

Mauser 98K m.1935
Espingarda / Fuzil
Mauser m.1898
Espingarda / Fuzil
Mauser-Vergueiro m/904
Espingarda / Fuzil

Dados sobre utilizadores deste armamento:

Mauser 98K m.1935
Espingarda / Fuzil

Fabricante: Mauser
Tipo de arma: Espingarda / Fuzil --- Calibre: 7.92mm
Cadência de tiro: 15 disparos p/min.Velocidade do projectil: 755 M/s
Alcance eficaz: 1500MAlcance máximo: 4500M
Dimensões: Comprimento: 1.1075mm (Cano: 0.739mm) Largura: 0mm / Altura: 0mm
Peso da arma: 3.9KgDepósito(Carregador): 5 munições
Munição:7.92x57 IS (Mod.1905) / FMJ Involucro total em metal /Potencia: 3857J
FiabilidadeManutenção5
Potência2Manuseamento6
Precisão3Preço7


A seguir à I guerra mundial, a Mauser 98 continuou a ser a arma standard do exército da Alemanha, mas várias tentativas foram feitas para melhorar o modelo, entre as quais esteve a de incluir um depósito de 20 munições, o que se mostrou impraticável, por causa da dimensão da mola que seria necessária para pressionar a munição.
Outras modificações acabaram por ser introduzidas, como foi o caso da Mauser mais curta, uma necessidade que tinha sido identificada durante a I guerra mundial, mas que a pressão da necessidade de armamentos tinha relegado para segundo plano.

Esta arma ficaria conhecida como Mauser-98b e é algumas vezes confundida com a Mauser 98K, que lhe é bastante posterior.

O desenvolvimento de uma Mauser 98 mais curta já tinha sido testado, e tinha sido desenvolvido um modelo comercial para exportação para vários países. A arma não podia ser fabricada na Alemanha por causa das cláusulas do tratado de Versalhes.

Depois de 1933, com o inicio da política de rearmamento alemã, a arma passou a ser produzida na Alemanha e depois da ocupação da Checoslováquia também passou a ser fabricada na Boemia-Moravia. A sua introdução no exército alemão ocorre a partir de 1935.

A Mauser 98K, era muito parecida com o modelo que tinha lutado na I guerra mundial, mas era na realidade mais curta. Ela continuou no entanto a utilizar o pente de 5 munições, que era considerado como uma desvantagem tática, especialmente onde existisse muita lama ou pó. As frequentes substituições, levavam a que detritos se acumulassem, exigindo limpezas adicionais.

A introdução pelos russos de armamento automático, levou os alemães a considerar a necessidade de complementar a Mauser 98K com um modelo de espingarda semi-automática, que veio a resultar no desenvolvimento da Gewehr 41, a primeira arma ligeira semi-automática do exército alemão.


Informação genérica:
A Prussia foi o primeiro país do mundo a adotar uma arma de retrocarga com culatra deslizante para os seus exércitos, logo em 1848, com a famosa Dryse m/1841.

Quando a Alemanha se unificou em 1871, o armamento prussiano e os padrões prussianos foram adotados por todo o exército imperial, embora mesmo até à I guerra mundial ainda continuassem a existir algumas diferenças, nomeadamente entre as unidades alemãs da da Prussia e da Baviera.

Por esta razão, os alemães utilizaram o mesmo tipo de armamento durante um grande periodo de tempo, sendo a mais importante de todas as armas alemãs desse periodo, a Mauser modelo 1898.

Considerada como uma arma muito robusta, a Mauser 98 tinha um depósito de 5 munições e transformou-se num sucesso mundial, tendo não só sido vendida para vários países do mundo, como produzida em outros e ainda copiada mesmo sem licença por outros.

A arma foi utilizada com grande sucesso durante a guerra dos Boers, dando muito que fazer aos britânicos, e foi adotada pelo exército alemão, tendo-se transformado na arma standard daquele exército durante a I guerra mundial.

Modelo curto

Já durante a I guerra os alemães tinham considerado que a Mauser modelo 98 era demasiado longa, e que algumas modificações deveriam ser introduzidas.

Deste estudo resultou a Mauser 98b, com ligeiras modificações na alavanca da culatra, ainda que na realidade a arma mantivesse as mesmas dimensões.

Só mais tarde uma outra derivação da arma, que ficaria conhecida como Mauser 98K seria desenvolvida e introduzida ao serviço em 1935.


A grande profusão de fontes que referem dados diferentes para cada tipo de arma, leva a que possa existir alguma inconsistência de dados.
Alcance eficaz: A distância aproximada em metros, em que se espera que o disparo atinja o objectivo. Alcance máximo: Normalmente a distância em metros em que o projectil precorre uma trajectória recta (tiro tenso).Não é considerado o alcance máximo possível do projectil que pode ser atingido numa trajectória parabólica.
A classificação para «preço», é inversamente proporcional ao custo previsto da arma. Pelo que uma arma muito cara terá uma classificação baixa.
 

Última actualização desta página : 25.02.2013

---