Armas relacionadas:

125mm 2A26
Canhão anti-tanque
125mm 2A46M L/51
Não aplicável
125mm ZPT-98 L/50
Canhão anti-tanque
125mm KBM1 L/48
Canhão anti-tanque
125mm 2A82
Canhão anti-tanque

Loading

125mm 2A46M L/51
Anti-tanque

Fabricante da arma: Soviet State Factories
Função principal: Anti-tanque --- Calibre: 125mm
Cadência de tiro: 0 disparos p/min (max) Alcance eficaz: de 2500 a 4500m
Comprimento da peça (cano): 0mm /
Peso da munição: 0grPeso da arma: 0Kg
Velocidade do projectil: 1785 metros/s (max) Carregamento: Auto
1200M
1700M
2100M
3500M

 

Utilizado pelos seguintes veículos:
Carro de combate médio - T-72M1
Carro de combate médio - T-90 / T-90S
Carro de combate médio - T-80 / T-80B
Carro de combate médio - T-80U
Carro de combate médio - PT-91 «Twardy»
Carro de combate médio - Zulfiqar
Carro de combate médio - M-84
Carro de combate médio - Type-59 «Al Zarrar»
Carro de combate médio - T-72B
Carro de combate médio - M-95 «Degman»
Carro de combate médio - T-72M2 «Moderna II»
Carro de combate médio - T-64E


Canhão utilizado em varros de combate soviéticos, como o T-72 soviético. Ele é uma versão modernizada do 2A26, utilizado no carro de combate T-64.

Esta arma existe em várias sub-séries, a saber:
versão M, M1, M2 e M4.

A versão base (2A26) foi utilizada nos tanques T-64A e T72, a versão 2A46M foi a mais utilizada e equipa desde o PT-91 polaco ao T-64B (modernizado), T-72M1, T-72B e T-80.

A versão M1 foi instalada em quase todos o carros da família T-80 e também no T-90

A versão M2 foi instalada no T-90S e a versão M-4 no T-80U

Cadência de tiro: 4 a 6 disparos por minuto (em automático) e 2 disparos por minuto em manual.
O tubo tem um desgaste muito rápido. Embora o fabricante afirme que as versões mais recentes podem disparar mais de 600 (munição HEAT) ou até 150 vezes (munição perfurante) antes de ser necessário substituir o cano.
Aparentemente, mesmo com munição HEAT (explosiva) a substituição continua a ser necessária após 100 a 150 disparos se se pretender manter as prestações originais.
Vários clientes internacionais afirmam que após 100 disparos a precisão do disparo é já inaceitável.

Conhecedores desta deficiência os projectistas prepararam a arma de forma a que o cano possa ser substituido sem qualquer intervenção dentro da torre de um carro de combate T-72 ou T-80.


Versão Chinesa
A China fabrica uma versão deste equipamento que equipa a família de tanques Type-80/88 ao Type-99. Embora se tenha inicialmente considerado que se trata de uma versão fabricada sob licença, as autoridades chinesas afirmam que se trata de um produto chinês.

Porém, trata-se de uma arma praticamente igual à arma russa e que utiliza o mesmo tipo de armamento além de que os tanques que utilizam esta arma estão equipados com o carregador automático russo que também está instalado nos tanques T-72.

Descrição genérica sobre este tipo de armamento:
Esta família de canhões soviéticos de calibre 125mm é provavelmente uma das mais conhecidas e duradouras de entre as armas concebidas na antiga União Soviética.

A razão da sua introdução resultou de os soviéticos terem considerado que o lançamento do carro de combate pesado britânico Chieftain, tinha uma blindagem suficientemente poderosa para deter os projecteis de 115mm dos tanques T-62.
O canhão de calibre 125, foi introduzido em meados dos anos 60 quando foi lançado o carro de combate T-64.

2A26 / D-81T
O 2A26 foi o primeiro modelo da familia e equipou o T-64. A sua curta vida útil de 350 disparos levou a que fosse substituido pelo 2A26M2, que é basicamente o mesmo, mas com uma esperança de vida de 600 disparos. Este foi o primeiro canhão utilizado no carro de combate T-72

2A46 / D-81TM
Com base no 2A26 foi posteriormente concebido o 2A46 que era basicamente idêntico, embora pudesse efectuar até 800 disparos antes de necessitar substituição:

2A46-1 : Introduzido em 1970 no T-64A e no T-72A
2A46-2 : Introduzido em 1976 para o T-64B e para o T-80B, foi o primeiro modelo a permitir o lançamento de mísseis anti-tanque a partir do cano.

2A46M: Introduzido em 1981 para o T-72AV e para o T-72B. Ao mesmo tempo foi introduzida a versão 2A46M-1 que foi instalada nos tanques T-64BV, T-72B, T-80BV e T-80U. A versão 2A46M1, permitia uma maior pressão no cano.

2A46M-2 : Introduzido em 1992 para o carro de combate T-72S e para o T-90

2A46M-4 / 2A46M-5 : Introduzido em 2005, o primeiro para equipar o T-80UM e o segundo adequado para o T-90A

2A75 : Introduzido experimentalmente em 1995, é uma versão de muito baixa pressão, adequada a viaturas blindadas médias. Equipa o carro ligeiro «Sprut-SD»

Sabe-se que duas versões de alta potência entraram em desenvolvimento, mas aparentemente os resultados não foram considerados positivos. São conhecidos desenhos do canhão, para o projecto 187, aparentemente um derivado da familia T-80 que foi cancelado devido ao seu alto peso o tornar demasiado lento.

Em 2011 uma versão do carro de combate T-90 foi apresentada com, um novo vanhão que será o 2A82. No entanto não estava prevista em Setembro de 2011 a exportação desta versão.



Armas desta familia foram produzidas em vários outros países do mundo, com ou sem licença de fabrico.

Versão ucraniana
KBM1M : Versão ucraniana baseada no 2A46M-1 / 2A46M-2.

Versão chinesa
A versão chinesa da arma 2A46M é conhecida como ZPT-98


Derivados, em versão de calibre 120mm
A Rússia desenvolveu a partir da versão de 125mm da arma, uma versão com cano de calibre 120mm, adaptada para utilização de munição NATO:

M-393 : Desenvolvido para o T-62
M-395 : Desenvolvido para o T-72

A Ucrânia também com base nesta última versão também tqmbém desenvolveu um modelo de 120mm conhecido como KBM-2 que arma o carro de combate «Yatagan».


 
   
---