Mísseis do mesmo tipo:
Scalp Naval / MdCN
Míssil de cruzeiro
Scalp/Storm Shadow
Míssil de cruzeiro

Dados sobre países utilizadores:

Scalp Naval / MdCN
Míssil de cruzeiro


Fabricante: MBDA
Função principal: Ataque ao solo
Alcance: 1100km Velocidade: 980km/h
Tipo de ogiva : Alto Explosivo / pre fragmentadaPeso da ogiva : 450Kg.
Peso total: 1600KgComprimento: 6.1 M.
Diâmetro: 600mmSistema orientação: Inercial / Identificação digital de terreno

 

Unidades navais que utilizam este sistema


O Scalp Naval, entretanto re-designado MdCN é um novo míssil que partilhando embora o mesmo nome e a mesma «herança» tecnológica do Scalp, aparenta ser na realidade um novo sistema.
Em 2012 ele ainda está em desenvolvimento, e apenas parte das suas características são conhecidas.

O Scalp-Naval poderá ser lançado a partir de lançadores verticais do tipo Sylver-A70, e também poderá ser lançado a partir de submarinos. Os futuros submarinos nucleares da classe Barracuda da marinha francesa deverão utilizar este tipo de míssil.

O Scalp-Naval é mais longo que a versão standard e não tem a mesma configuração «stealth», apresentando um formato cilindrico com aletas laterais que são abertas após o lançamento.

O alcance máximo do míssil não é conhecido, mas considera-se que será muito superior à versão lançada a partir de aeronaves e estimado-se em 1,000 a 1,100km, aproximando-se do alcance máximo do tomahawk norte-americano.
A precisão do Scalp-Naval é de aproximadamente um metro.
O Sistema pode ser lançado de submarinos, a partir dos tubos de torpedos de 533mm.


O primeiro míssil Scalp-Naval foi testado em 28 de Maio de 2010 e em 8 de Junho de 2011 foi testado o primeiro sistema num lançamento a partir de um submarino.

Informação genérica:
O míssil Scalp/MdCN / Storm Shadow começou a ser desenvolvido a partir do anterior sistema conhecido como «Apache» desenvolvido desde o inicio dos anos 90 e que entrou ao serviço em França no ano de 2001.

O Scalp, foi desenvolvido como míssil de cruzeiro pela Matra/BAE systems, com maior alcance e com um design inovador «Stealth» que torna o míssil dificil de ser detectado por radares inimigos mesmo quando está a ser transportado por aeronaves. Além disto esta característica é importante porque o Scalp é um míssil subsónico e por isso pode ser interceptado por aeronaves ou por mísseis anti-aéreos.

Ele foi desenvolvido tendo em mente a necessidade de utilizar varias aeronaves europeias como plataforma e por isso ele pode ser lançado a partir de aeronaves Tornado, Typhoon-II, Mirage-2000 e Rafale, mas também poderá ser utilizado a partir do futuro caça F-35 «Lighting-2» de origem norte-americana.

O primeiro lançamento deste sistema ocorreu em Dezembro de 2000, tendo entrado ao serviço em 2002 e utilizado durante a invasão do Iraque em 2003.



Além do Scalp inicial, está em desenvolvimento avançado uma versão naval do mesmo sistema chamada «Scapl Naval» que terá capacidade para ser lançado a partir de sistemas de lançamento vertical de mísseis, instalados a bordo de navios, no caso o sistema de lançamento SYLVER-A70.

Para ser lançado a partir de um navio o míssil precisa de mais combustível para poder ser lançado e atingir a sua velocidade de cruzeiro (sem o impulso dado pela aeronave na versão standard e sem a vantagem da altitude).

O sistema também terá uma configuração diferente. O primeiro Scalp Naval foi lançado de uma fragata francesa em 2010 e o primeiro lançamento do Scalp-Naval lançado de um submarino ocorreu em 8 de Junho de 2011.

   
---