Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Sistema defesa antiaérea Curto/Médio alc.



Veículos idênticos ou relacionados:


M548
Viatura táctica média

M-113 A1/A2
Veículo Blindado Transporte Pessoal

M-730 / M48A3 «Chaparral»
Sistema defesa antiaérea Curto/Médio alc.

M901 ITV
Caça-tanques

AIFV
Veículo de Combate de Infantaria

M577 A2
Viatura de comando

M-113B / BR
Veículo Blindado Transporte Pessoal

M1064 (M-113)
Morteiro autopropulsado

M-113 A3
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

Notícias relacionadas
Exército português testa sistema anti-aéreo Chaparral

M-730 / M48A3 «Chaparral»
Sistema defesa antiaérea Curto/Médio alc. (Lockeed Martin)

Fabricante: Lockeed Martin - Estados Unidos da América
Tripulação: 4
Comprimento: 6.06 - Largura: 2.69M - Altura: 2.9M
Peso vazio: 6611Kg. - Peso preparado para combate: 13148Kg.
Motor/potência/capacidades
Sistema de tracção:Lagartas
Motor: GMC 5063-5299 série 6V-53 Potência: 212 cv
Velocidade máxima: : 61 Km/h - Velocidade em terreno irregular: 35 Km/h
Tanque de combustível: N/disponívelAutonomia máxima: 482Km
60º
30º
Anfíbio
1.68M
0.61M

BlindagemMobilidade5
Sis. combate 2Com/electr.6
Potência de fogo contra:
Blindados 3Construções7
Pessoal3Aeronaves7

Misseis / foguetes de artilharia
Sistema de radar auxiliar:

País: Portugal
Designação Local:Chaparral
Qtd: Máx:30 - Qtd. em serviço:25
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Este sistema de armas entrou ao serviço no Exército Português em 1990 , especialmente configurado para executar tiro guiado antiaéreo, sob quaisquer condições meteorológicas.
Para o efeito dispõe de um subsistema de infravermelhos (FLIR) para visão nocturna, que permite a aquisição de objectivos e o seguimento automático de alvos.

Portugal recebeu inicialmente 30 unidades na versão A2 e posteriormente 4 unidades na versão A3.

O sistema Chaparral utiliza mísseis MIM-72E, auto guiados, com guiamento feito pelo seguimento por Infravermelhos (IR).
O seu emprego táctico destina-se a efectuar protecção Antiaérea das Unidades Operacionais da Componente Terrestre do Sistema de Forças Nacionais, bem como a protecção de pontos e áreas sensíveis contra ataques aéreos de baixa e muito baixa altitude.

Cada pelotão Chaparral é constituído por quatro secções, sendo cada uma delas constituída por uma UT, conjunto de viatura mais torre. O pelotão é a unidade táctica fundamental com capacidade de protecção de uma área de aproximadamente 25 Km 2 Tem um tempo de entrada em posição cerca de 2 minutos, o tempo necessário para fazer subir torre.

Texto: Humberto Cardoso


O " Chaparral " é um sistema originário dos Estados Unidos da América, estando particularmente adaptado para o Apoio de unidades mecanizadas tendo a possibilidade de actuar em ambientes NBQ, de operar em missões anfíbias e ser helitransportado.

Este equipamento é composto pela torre de lançamento M54A2 , sendo amplitude das rampas -9º a +90º, onde se podem acoplar 4 mísseis, montada numa viatura de lagartas M730 , da família viatura M113A1/A2 , sendo o conjunto designado por M48A2/A3.

texto: Humberto Cardoso




Informação genérica:
Familia de veículos blindados de transporte de pessoal de origem americana, com várias versões, desde transporte até veículos de combate de infantaria.

O M-113 é uma espécie de carrinha blindada com lagartas (muitas vezes referida como Taxi de combate), que tem por objectivo proteger a infantaria que deve seguir junto com os carros de combate. Adicionalmente, foram crescendo as versões, existindo versões que em substituição da peça de 12.7mm têm peças desde 20mm até 105mm.

Presentemente o M-113 não é um veículo suficientemente capaz para resistir ao "calor da batalha" num teatro de guerra moderno. A sua principal deficiência é a pouca protecção balistica, que decorre da fraca blindagem, mas também da existência de laterais direitas, que facilitam a perfuração por projecteis hoje em dia muito comuns, como as Granada-foguete RPG.
Muitos exércitos modernizaram os seus M-113 acrescentando-lhes blindagem adicional, de forma a reduzir este problema.

Este tipo de veículo, está no entanto a ser preterido pelo conceito do VCI (Veículo de combate de infantaria), que tem menor capacidade de transporte mas ao mesmo tempo dispõe de uma canhão de tiro rápido, de 20 ou 30mm instalado no topo.

Existem alguns exércitos que adaptaram o M-113 a esta nova realidade, adicionando-lhe este tipo de canhão e utilizando-o como VCI.




Uma derivação do M-113 que teve uma utilização e classificação distinta foi o AIFV, uma versão melhorada, com melhor blindagem e armada com um canhão, para permitir o apoio à infantaria embarcada.



M-548
Baseado do M-113, foi desenvolvido o M-548, que é basicamente um chassis sobre lagartas sobre o qual podem ser aplicados vários sistemas.