visitar Expresso

Região: Medio Oriente
Tema: Sociedade / Política

Os comentários aqui colocados são produzidos pelos leitores desta página, e não têm qualquer relação com o orgão de comunicação que produziu a notícia.
EUA admitem que Irão possa não ter ainda armas nucleares

02.02.2006
O director nacional de Informações dos Estados Unidos, John Negroponte, afirmou hoje que é provável que o Irão não possua ainda armas nucleares, mas sublinhou que os planos do

regime iraniano neste campo são preocupantes.

«Consideramos que Teerão, provavelmente, não possui ainda uma arma nuclear e que ainda não produziu nem adquiriu» o material necessário para a criar, declarou Negroponte, durante uma audiência na Comissão de Informações (Serviços Secretos) do Senado norte-americano.

Negroponte sublinhou, contudo, que o programa nuclear iraniano continua a ser um assunto de grande preocupação para a comunidade internacional.

«O perigo de que (o Irão) adquira uma arma nuclear e a sua capacidade para a integrar nos mísseis balísticos que já possui são uma fonte de inquietação», afirmou.

Em sua opinião, o Irão e a Coreia do Norte são os países que, actualmente, representam a maior ameaça para a segurança dos Estados Unidos.

As declarações de Negroponte ocorrem no mesmo dia em que está reunido, em Viena, o conselho de governadores da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) para votar uma resolução que prevê que o processo nuclear iraniano seja remetido ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.


Link directo para a notícia


Mais noticias da imprensa:

Combates na Faixa de Gaza fazem centenas de mortos
Governo realiza retirada de brasileiros do Líbano
Israel será o primeiro alvo do Irão em caso de ataque americano
EUA admitem que Irão possa não ter ainda armas nucleares



A página “Recortes de Imprensa” é uma página de edição livre pelos utilizadores registados no Areamilitar.net. Não sendo o seu conteúdo verificado antes de publicação. Pelas suas características, poderá em alguns casos, ocorrer a publicação de matéria ou matérias que possam eventualmente ser objecto de “Direitos de Autor” em algum país.
Esclarece-se que a página, está elaborada em conformidade com o Art. 107, capítulo I, título XVII da legislação dos Estados Unidos da América, país onde se encontram alojadas as páginas e textos do Areamilitar.net.
Em conformidade com o disposto naquele artigo, esta página, destina-se a permitir a livre discussão sobre o tema (disponibilizando para o efeito uma caixa de comentários), não apresenta qualquer mensagem comercial, e respeita a origem da notícia referindo não só o autor, mas disponibilizando ligações para o artigo original. Além disso, não é permitida a publicação de qualquer notícia que não esteja disponível livremente na Internet à data da publicação.

Sendo a página de recortes da imprensa, produzida num espirito de "Boa Fé", poderão no entanto e eventualmente, ter lugar em algumas circunstâncias casos de violação inadvertida de direitos de autor. Neste caso e se houver razão para considerar que algum dos recorte de imprensa não está em conformidade com a legislação acima referida, deve ser contactado o areamilitar.net, através da caixa de mensagens disponível na primeira página, expondo claramente as razões e argumentos que permitam concluir sobre a eventualidade da ocorrência de qualquer violação de direitos. Caso a reclamação seja julgada procedente, o areamilitar.net, efectuará as necessárias alterações dentro dos condicionalismos técnicos impostos pelo sistema de gestão do site.