visitar Min.Def. Brasil

Região: Guiné Bissau
Tema: Sociedade / Política

Os comentários aqui colocados são produzidos pelos leitores desta página, e não têm qualquer relação com o orgão de comunicação que produziu a notícia.
Guiné-Bissau e Brasil assinam acordo de cooperação militar

07.06.2006
Os ministros da Defesa do Brasil, Waldir Pires, e da Guiné-Bissau, Helder Proença, assinaram hoje, 06/06, um amplo acordo de cooperação, que abriga projetos nas mais diversas áreas da Defesa. Um dos mais amplos desse gênero já assinados pelo Brasil com outra nação, o acordo contempla um programa que se estenderá ao longo dos próximos 15 anos, com ações que vão desde a formação de músicos para a organização de bandas militares até a cooperação nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico e aquisição de produtos e serviços de Defesa, compartilhamento de conhecimento nas áreas de ciência e tecnologia, formação e treinamento de pilotos, cursos diversos, operações e treinamentos conjuntos.

Para o ministro Waldir Pires, o acordo assinado hoje institucionaliza os entendimentos iniciados no final do ano passado, quando da visita do Presidente Lula ao país africano. Já o ministro Proença disse esperar que o acordo, pela sua abrangência, venha a ser referência no âmbito da histórica relação de amizade e fraternidade que unem Brasil e Guiné-Bissau.

Após a assinatura do documento e do almoço oferecido pelo ministro Waldir Pires ao seu homólogo guineense e comitiva, os dois ministros trocaram presentes. Waldir Pires recebeu uma escultura em madeira e um manto típico do país africano e representativo da sapiência, retribuindo com uma placa de prata com o brasão do Ministério da Defesa e um livro sobre a arquitetura de Brasília.


Link directo para a notícia


Mais noticias da imprensa:

Guiné-Bissau e Brasil assinam acordo de cooperação militar
Ministério dos Negócios Estrangeiros desaconselha portugueses a viajar para Bissau
Guiné - Bissau : Revoltosos querem reforma profunda nas Forças Armadas
Golpe na Guiné: Paraquedistas e Fuzileiros em estado de alerta



A página “Recortes de Imprensa” é uma página de edição livre pelos utilizadores registados no Areamilitar.net. Não sendo o seu conteúdo verificado antes de publicação. Pelas suas características, poderá em alguns casos, ocorrer a publicação de matéria ou matérias que possam eventualmente ser objecto de “Direitos de Autor” em algum país.
Esclarece-se que a página, está elaborada em conformidade com o Art. 107, capítulo I, título XVII da legislação dos Estados Unidos da América, país onde se encontram alojadas as páginas e textos do Areamilitar.net.
Em conformidade com o disposto naquele artigo, esta página, destina-se a permitir a livre discussão sobre o tema (disponibilizando para o efeito uma caixa de comentários), não apresenta qualquer mensagem comercial, e respeita a origem da notícia referindo não só o autor, mas disponibilizando ligações para o artigo original. Além disso, não é permitida a publicação de qualquer notícia que não esteja disponível livremente na Internet à data da publicação.

Sendo a página de recortes da imprensa, produzida num espirito de "Boa Fé", poderão no entanto e eventualmente, ter lugar em algumas circunstâncias casos de violação inadvertida de direitos de autor. Neste caso e se houver razão para considerar que algum dos recorte de imprensa não está em conformidade com a legislação acima referida, deve ser contactado o areamilitar.net, através da caixa de mensagens disponível na primeira página, expondo claramente as razões e argumentos que permitam concluir sobre a eventualidade da ocorrência de qualquer violação de direitos. Caso a reclamação seja julgada procedente, o areamilitar.net, efectuará as necessárias alterações dentro dos condicionalismos técnicos impostos pelo sistema de gestão do site.