visitar Min.Def.Portugal

Região: Portugal
Tema: Marinha

Os comentários aqui colocados são produzidos pelos leitores desta página, e não têm qualquer relação com o orgão de comunicação que produziu a notícia.
Portugal e Uruguai assinam acordo de Defesa

20.09.2007
O ministro da Defesa Nacional, Nuno Severiano Teixeira, e a sua homóloga uruguaia, Azucena Berrutti, assinam hoje, 20 de Setembro, um acordo de Cooperação no domínio da Defesa, na Base Naval do Alfeite.

Este Acordo é, antes de mais, um instrumento que permitirá aprofundar a cooperação entre os ministérios da Defesa dos dois países e respectivas Forças Armadas, em domínios tão variados como o da formação e treino militares, partilha de conhecimentos em áreas técnicas e operacionais, equipamentos de defesa e outras nas quais ambos os Estados entendam cooperar.

A cerimónia terá lugar no Salão Nobre do Palácio do Alfeite pelas 15 horas e, além dos ministros da Defesa dos dois países, contará com a presença do Presidente da República Oriental do Uruguai, Tabaré Vásquez, e o ministro das Relações Exteriores, Reinaldo Gargano.

A assinatura deste Acordo enquadra-se no programa da visita oficial do Presidente do Uruguai a Portugal, durante a qual serão ainda são assinados, entre os dois Estados, um Acordo de Cooperação Económica e um Memorando de Entendimento na área da Saúde.

No seguimento da assinatura do acordo de cooperação, o Presidente Tabaré Vásquez e os ministros Azucena Berrutti e Reinaldo Gargano visitarão a fragata Comandante João Belo, atracadas naquela Base Naval.

O programa da visita é como segue:

15h00 – Chegada dos ministros da Defesa à Base Naval do Alfeite
Honras Militares
Assinatura do Protocolo de Cooperação no Domínio da Defesa (Salão Nobre do Palácio do Alfeite)
Declarações à imprensa
Visita à fragata Comandante João Belo
Partida da Base Naval do Alfeite


Link directo para a notícia


Mais noticias da imprensa:

Canhão português pode reescrever história da Austrália
Portugal não precisa de submarinos
Fiscais dos submarinos com subsídios cortados
Coisas politico-militares que se passam aqui ao lado
Brigada Mecanizada bloqueada a sul do Tejo
Exército recebe as primeiras Viaturas Blindadas de Rodas 8x8 PANDUR II
99,7 milhões para modernizar cinco P-3C Orion
Submarinos vão duplicar o défice
Exército pronto a receber viaturas blindadas novas
Soldado português morre no Afeganistão
Incidente com EH-101 em São Jorge (Açores)
Portugal e Uruguai assinam acordo de Defesa



A página “Recortes de Imprensa” é uma página de edição livre pelos utilizadores registados no Areamilitar.net. Não sendo o seu conteúdo verificado antes de publicação. Pelas suas características, poderá em alguns casos, ocorrer a publicação de matéria ou matérias que possam eventualmente ser objecto de “Direitos de Autor” em algum país.
Esclarece-se que a página, está elaborada em conformidade com o Art. 107, capítulo I, título XVII da legislação dos Estados Unidos da América, país onde se encontram alojadas as páginas e textos do Areamilitar.net.
Em conformidade com o disposto naquele artigo, esta página, destina-se a permitir a livre discussão sobre o tema (disponibilizando para o efeito uma caixa de comentários), não apresenta qualquer mensagem comercial, e respeita a origem da notícia referindo não só o autor, mas disponibilizando ligações para o artigo original. Além disso, não é permitida a publicação de qualquer notícia que não esteja disponível livremente na Internet à data da publicação.

Sendo a página de recortes da imprensa, produzida num espirito de "Boa Fé", poderão no entanto e eventualmente, ter lugar em algumas circunstâncias casos de violação inadvertida de direitos de autor. Neste caso e se houver razão para considerar que algum dos recorte de imprensa não está em conformidade com a legislação acima referida, deve ser contactado o areamilitar.net, através da caixa de mensagens disponível na primeira página, expondo claramente as razões e argumentos que permitam concluir sobre a eventualidade da ocorrência de qualquer violação de direitos. Caso a reclamação seja julgada procedente, o areamilitar.net, efectuará as necessárias alterações dentro dos condicionalismos técnicos impostos pelo sistema de gestão do site.