visitar Diario de Noticias

Região: Portugal
Tema: Exército

Os comentários aqui colocados são produzidos pelos leitores desta página, e não têm qualquer relação com o orgão de comunicação que produziu a notícia.
Exército pronto a receber viaturas blindadas novas

18.12.2007
As primeiras sete viaturas blindadas de transporte de pessoal, rejeitadas no início de Outubro devido a múltiplas deficiências de fabrico, já estão prontas e foram aceites pelo Exército, revelaram ontem ao DN fontes ligadas ao processo.

Oficialmente, tanto o Ministério da Defesa como o Exército disseram que as Pandur 8x8 (oito rodas) `ainda estão em treinos`. Na prática, e embora haja uma fonte a garantir que `está tudo tratado`, faltarão entregar documentos comprovativos de que as sete viaturas passaram em todos os testes realizados. Mas, asseguraram diferentes fontes, o Exército já assumiu - `por escrito` - que as sete Pandur estão em condições de ser oficialmente recebidas.

Portugal devia receber 24 Pandur - algumas construídas pelo fabricante, a empresa austríaca Steyr - até ao fim do ano, mas os atrasos reduzem esse número ao máximo de nove, pois as unidades 08 e 09 (fabricadas pela empresa portuguesa Fabrequipa, a exemplo da 07) entram esta semana nos testes finais de campo.

República Checa cancela

A pressão dos compromissos da Steyr com a República Checa, cujo contrato de compra de 199 Pandur 8x8 ascendia aos 1,1 mil milhões de dólares (cerca de 770 milhões de euros), foi apresentada como uma explicação para os defeitos encontrados nas viaturas portuguesas feitas na Áustria.

Acontece que o Governo de Praga cancelou o contrato na semana passada, devido ao atraso nos calendários de entrega (as primeiras 17 deveriam ter sido recebidas até ao fim de Novembro). Mas, segundo a imprensa checa, existiram igualmente outras duas razões: o ministro da Defesa que assinou o contrato já pertencia a um Governo que tinha perdido as eleições; o actual partido no poder entende que as Forças Armadas percisam de viaturas de seis ou quatro rodas e não das de oito rodas. `À primeira vista, é talvez uma solução radical`, afirmou a ministra da Defesa checa na passada terça-feira. `Mas estamos convencidos que é a correcta`, acrescentou a governante.

Apesar de tudo, outras fontes citadas pela imprensa local e especializada deixaram uma porta aberta ao retomar do negócio, ao dizerem que o Executivo vai esperar pelas posições da Steyr antes de dar novos passos nesse dossier.


Link directo para a notícia


Mais noticias da imprensa:

Canhão português pode reescrever história da Austrália
Portugal não precisa de submarinos
Fiscais dos submarinos com subsídios cortados
Coisas politico-militares que se passam aqui ao lado
Brigada Mecanizada bloqueada a sul do Tejo
Exército recebe as primeiras Viaturas Blindadas de Rodas 8x8 PANDUR II
99,7 milhões para modernizar cinco P-3C Orion
Submarinos vão duplicar o défice
Exército pronto a receber viaturas blindadas novas
Soldado português morre no Afeganistão
Incidente com EH-101 em São Jorge (Açores)
Portugal e Uruguai assinam acordo de Defesa



A página “Recortes de Imprensa” é uma página de edição livre pelos utilizadores registados no Areamilitar.net. Não sendo o seu conteúdo verificado antes de publicação. Pelas suas características, poderá em alguns casos, ocorrer a publicação de matéria ou matérias que possam eventualmente ser objecto de “Direitos de Autor” em algum país.
Esclarece-se que a página, está elaborada em conformidade com o Art. 107, capítulo I, título XVII da legislação dos Estados Unidos da América, país onde se encontram alojadas as páginas e textos do Areamilitar.net.
Em conformidade com o disposto naquele artigo, esta página, destina-se a permitir a livre discussão sobre o tema (disponibilizando para o efeito uma caixa de comentários), não apresenta qualquer mensagem comercial, e respeita a origem da notícia referindo não só o autor, mas disponibilizando ligações para o artigo original. Além disso, não é permitida a publicação de qualquer notícia que não esteja disponível livremente na Internet à data da publicação.

Sendo a página de recortes da imprensa, produzida num espirito de "Boa Fé", poderão no entanto e eventualmente, ter lugar em algumas circunstâncias casos de violação inadvertida de direitos de autor. Neste caso e se houver razão para considerar que algum dos recorte de imprensa não está em conformidade com a legislação acima referida, deve ser contactado o areamilitar.net, através da caixa de mensagens disponível na primeira página, expondo claramente as razões e argumentos que permitam concluir sobre a eventualidade da ocorrência de qualquer violação de direitos. Caso a reclamação seja julgada procedente, o areamilitar.net, efectuará as necessárias alterações dentro dos condicionalismos técnicos impostos pelo sistema de gestão do site.