visitar Min.Def. Brasil

Região: Brasil
Tema: Marinha

Os comentários aqui colocados são produzidos pelos leitores desta página, e não têm qualquer relação com o orgão de comunicação que produziu a notícia.
Marinha mostra maquetes do SNB

15.02.2008
A maquete do primeiro submarino brasileiro movido a propulsão nuclear, a ser produzido pela Marinha, no país, nos próximos anos, é uma das atrações do estande montado pelo Ministério da Defesa no Campus Party Brasil, encontro que reúne, em São Paulo, desde segunda-feira (11/2), 3 mil aficionados em novas tecnologias. Além dessa maquete, o estande, de 125 metros quadrados, exibe também outros produtos de alta tecnologia que vêm sendo desenvolvidos pela Marinha, Exército e Força Aérea.

Todos os anos o evento é realizado na Espanha. Este ano, pela primeira, por iniciativa de empresas que realizam grandes investimentos no Brasil, o encontro foi montado na capital paulista. Por ser considerado um país que reúne condições importantes para uma parceria do setor privado com o governo, o Brasil foi escolhido para sediá-la.

A exposição, que terminará domingo (17/02), deixou de atender pedidos para novos visitantes, em razão da grande procura. Mais de três mil pessoas se inscreveram para permanecer acampados no local do evento. O ministro da Cultura, Gilberto Gil e o Comandante Militar do Sudeste, General-de-Exército Antônio Gabriel Ésper, também visitaram o Campus Party Brasil.

O evento não funciona como um ciclo de palestras. Os freqüentadores do Campus Party são pessoas interessadas em compartilhar curiosidades, trocar experiências e realizar atividades relacionadas com comunicações e novas tecnologias. Para isso, levam seus próprios computadores e acessórios, além de roupa confortável e cobertores. De acordo com a empresa Futura Net Works, promotora do Campus Party Brasil, os participantes podem ficar o tempo que quiserem no local, até o término do evento.

Segundo o coordenador de projetos da Secretaria de Logística, Mobilização, Ciência e Tecnologia do Ministério da Defesa, Comandante Eduardo Zapico Mouro, o Campus Party Brasil se enquadra no perfil de eventos que interessam às Forças Armadas. “Milhares de jovens que comparecem à exposição têm oportunidade de conhecer alguns dos novos equipamentos militares brasileiros, frutos de projetos de pesquisa em execução na Marinha, Exército e Aeronáutica”, afirmou Zapico.

Os benefícios da mostra não se resumem, porém, aos produtos tecnológicos. Segundo o Comandante Zapico, os jovens percebem as capacidades e competências das Forças Armadas na área de ciência e tecnologia por intermédio da observação direta de projetos de pesquisa de alta qualidade. Isso gera motivação suficiente para que os jovens possam avaliar as carreiras militares como um promissor projeto de vida profissional, com possibilidades de contribuição direta para o desenvolvimento do Brasil. “Uma simples visita ao nosso estande pode abrir, para muitos jovens, a perspectiva de ingressar em quadros profissionais das Forças Armadas”, acrescentou.

O Exército está exibindo, no Campus Party Brasil, o radar “Saber”, totalmente nacional, que detecta sinais refletidos por objetos situados a 200 quilômetros de distância. O projeto, que ficará pronto em três anos, custará R$ 12 milhões. Esse radar nacional já existe hoje, com um alcance de 60 quilômetros. Outros produtos exibidos pela Aeronáutica (simulador de vôo para aeronave de asa fixa) e pelo Exército (simulador de vôo para helicóptero) “exercem grande atração para os jovens, já que permitem a realização de manobras bem próximas à realidade”, informou o comandante Zapico.


Link directo para a notícia


Mais noticias da imprensa:

Lula e Sarkozy acordam parceria militar
Ministro justifica opções brasileiras por submarinos
Marinha Brasileira e IHGSP promovem cerimônia sobre 200 Anos
Marinha do Brasil adquire novas aeronaves
Diálogo e harmonização de doutrinas marcam fim da reunião da CPLP
Submarino nuclear do Brasil terá reator da Marinha brasileira
Marinha mostra maquetes do SNB
Exército mantém mentalidade golpista
Generais atacam concessão da patente de coronel a Lamarca
Militares vão patrulhar ruas do Rio de Janeiro
Políticos brasileiros defendem postura dura em relação à Bolivia
Governo brasileiro pretende retirar 780 do Líbano até domingo



A página “Recortes de Imprensa” é uma página de edição livre pelos utilizadores registados no Areamilitar.net. Não sendo o seu conteúdo verificado antes de publicação. Pelas suas características, poderá em alguns casos, ocorrer a publicação de matéria ou matérias que possam eventualmente ser objecto de “Direitos de Autor” em algum país.
Esclarece-se que a página, está elaborada em conformidade com o Art. 107, capítulo I, título XVII da legislação dos Estados Unidos da América, país onde se encontram alojadas as páginas e textos do Areamilitar.net.
Em conformidade com o disposto naquele artigo, esta página, destina-se a permitir a livre discussão sobre o tema (disponibilizando para o efeito uma caixa de comentários), não apresenta qualquer mensagem comercial, e respeita a origem da notícia referindo não só o autor, mas disponibilizando ligações para o artigo original. Além disso, não é permitida a publicação de qualquer notícia que não esteja disponível livremente na Internet à data da publicação.

Sendo a página de recortes da imprensa, produzida num espirito de "Boa Fé", poderão no entanto e eventualmente, ter lugar em algumas circunstâncias casos de violação inadvertida de direitos de autor. Neste caso e se houver razão para considerar que algum dos recorte de imprensa não está em conformidade com a legislação acima referida, deve ser contactado o areamilitar.net, através da caixa de mensagens disponível na primeira página, expondo claramente as razões e argumentos que permitam concluir sobre a eventualidade da ocorrência de qualquer violação de direitos. Caso a reclamação seja julgada procedente, o areamilitar.net, efectuará as necessárias alterações dentro dos condicionalismos técnicos impostos pelo sistema de gestão do site.