Força Aérea


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Índia: Programa MMRCA pode ser afetado
Crise gera dúvidas sobre aquisição de caças
29.12.2011


O programa indiano MMRCA, que prevê a aquisição pela Índia de pelo menos 126 caças poderá vir a ser afetado pela crise que afeta a India e pela depreciação da rupia indiana.

O programa encontra-se numa fase final, e a decisão deverá pender para o caça Typhoon II da Eurofighter/EADS e o Rafale da francesa Dassault.
A decisão deveria ter já sido anunciada, mas o ministério da defesa da Índia decidiu adiar a tomada de decisão, afirmando que a escolha demoraria bastante mais tempo por causa da grande complexidade do programa.

Exigências adicionais, levaram a que os preços fossem gradualmente aumentando e além disso, as autoridades militares também apontaram as recentes dificuldades financeiras da Índia, como um dos problemas que se está a colocar ao programa, que é o mais dispendioso programa de aquisição de armamentos do estrangeiro presentemente em processo de decisão.

O programa MMRCA tem o seu orçamento estipulado em rupias, mas os equipamentos devem ser pagos em Euros. Só nos últimos cinco meses a moeda indiana desvalorizou 10% relativamente ao Euro, mesmo com a moeda europeia a desvalorizar face ao dólar americano e outras moedas de referência. Já durante a 2ª semana de Dezembro a situação piorou ainda mais.

Estas dificuldades devem impedir um projetado aumento do numero de aeronaves e se a desvalorização se mantiver, então outras medidas terão que ser tomadas, já que se sabe que na Índia não existe predisposição do ministério das finanças do país para aumentar as verbas atribuídas ao programa.

Perante os problemas que se estão a avolumar, as opções da força aérea da Índia não são muitas. Fontes próximas do Ministério da Defesa apontam que apenas quatro opções são possíveis. A mais drástica, corresponderia a cancelar o programa, no caso de a crise económica indiana se agravar. Outras opções passam pela redução do número de aeronaves a adquirir, com a opção para adquirir o restante em outra data.
A opção que aparece como mais viável, é a da manutenção da encomenda, mas com um programa de entregas muito mais longo.

A aquisição das aeronaves é cada vez mais urgente, à medida que a China e o Paquistão aumentam o número e qualidade das suas aeronaves. Presentemente a India conta apenas com o Sukhoi Su-30 como aeronave realmente moderna, e mesmo esta última já está a precisar de modificações que já estão em fase de projeto.


Últimas noticias sobre este tema

Sukhois indianos modernizam-se

Índia pode comprar 200 caças T-50

Índia: Programa MMRCA pode ser afetado

Quase metade é sucata !

Teste do Prithvi-II, falha

Russia e India confirmam avião conjunto

Typhoon-II preferido da Índia

Índia proíbe voos do «Flanker»

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---