Marinha


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
U216 está em projeto na Alemanha
Novo navio complementará gama da HDW
29.12.2011


Os estaleiros alemães HDW confirmaram que a empresa tem em desenvolvimento um submarino que junta características do U214 e do U212, num navio de dimensões muito maiores, que poderá ser proposto a marinhas que normalmente optam por navios de maiores dimensões, como é o caso das marinhas da Austrália, Canadá, Índia ou mesmo Japão.

O novo navio, terá casco duplo e com as mesmas características do U214 em termos de resistência, mas terá apenas seis tubos de torpedos como no U212. No entanto o navio contará com capacidade para lançamento vertical de mísseis de cruzeiro.

O navio terá um altíssimo nível de automatização, já que terá uma guarnição idêntica à do U214 (33 militares). Ele não se destina a substituir o U214, que continuará a ser oferecido no mercado internacional a marinhas que pretendem submarinos para águas profundas, mas que não vêm necessidade para a utilização de navios de maiores dimensões.

O estaleiro fornecerá o U216 com sistema de propulsão independente do ar, que em principio será derivado do utilizado no U214. A configuração interna do navio também deverá abandonar a configuração adotada para o U212. O novo submarino também vai dispor de um sistema que permite a colocação de mergulhadores em qualquer teatro de operações sem necessidade de vir à superfície.
Não tendo sido confirmado, é no entando de crer que os U216 estejam preparados para utilizar mísseis anti-aéreos lançados com o navio em imersão.

Com um comprimento de 89m e uma largura máxima de 8m o U216 terá um deslocamento em torno das 4,000t. Ele deverá dispor de um sistema AIP, mais poderoso e com mais autonomia, embora continue limitado a velocidades muito baixas quando utilizar o AIP.

Este tipo de navio poderá ser visto como uma opção por marinhas asiáticas, perante o aumento do poder da marinha da China. Como a passagem para o Indico é controlada por zonas de estreitos, navios deste tipo podem ser de extremo valor contra alvos de grande valor como o recente porta-aviões que a China tem em processo final de aprontamento e que deverá ser utilizado nos mares do sul da China, para fazer valer as pretensões chinesas sobre aquelas águas.


Últimas noticias sobre este tema

Sem data de entrega

Mistral espera um futuro desconhecido

Royal Navy confirma segundo porta aviões

Submarino espanhol não pode emergir

Espanha: Porta-aviões ao fundo !

Sea Ceptor é novo míssil anti-aéreo

Testando as Malvinas, 30 anos depois

U216 está em projeto na Alemanha

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---