Conflitos internacionais


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
França intensifica ataques no Mali
Resistencia é mais forte que o esperado
13.01.2013


Além de ataques com helicópteros em apoio das forças leais ao governo de Bamako, a capital do Mali, as forças francesas estão a utilizar quatro aeronaves Rafale e Mirage-2000 em operações de ataque contra posições detidas pelos rebeldes islamitas, que controlam todo o norte do Mali.

Os combates continuam nas proximidades da cidade de Konna, sabendo-se que pelo menos uma coluna de rebeldes que se dirigiam à cidade foi destruída pelos ataques da aviação. As posições naquela cidade são importantes porque marcam o acesso à terceira maior cidade do país e autêntica fronteira entre o norte e o sul.

Forças no terreno

Sabe-se agora que a França enviou forças especiais para o aeroporto de Sevare, a 12km da cidade de Mopti e 70km a sul de Konna. Entretanto, foram identificadas forças rebeldes em posições a oeste de Konna, e a oeste do rio Niger que ainda não foram detidas pelos ataques das forças francesas e do exército do Mali. O contingente francês é de cerca de 550 militares.

Até ao momento há notícia de um militar francês morto, juntamente com doze militares malianos. Do lado dos rebeldes terá havido mais de 100 baixas, mas estes números não foram confirmados por nenhuma fonte independente.

A aviação francesa está a atuar cm conjugação com militares franceses no terreno, que detetam os alvos e indicam à aviação onde atacar. Esta tarefa está relativamente facilitada nas áreas onde têm decorrido os combates, por causa das características desérticas do terreno.

Já a oeste do rio Niger, há uma área com vegetação (ainda que não especialmente densa) que complicará de sobremaneira a atuação dos franceses.

Segundo estes últimos, as operações levadas a cabo nas últimas 48 horas conseguiram deter a progressão dos rebeldes, mas estes encontram-se bem equipados, bem armados e bem treinados, na maior parte dos casos os rebeldes estão armados com material recuperado da guerra civil na Líbia. Armamento ligeiro, metralhadoras, pistolas, grande quantidade de munição, morteiros e metralhadoras pesadas de 14,5mm.

Argelia autoriza sobrevoo
O governo argelino autorizou nos últimos dias o sobrevoo do seu territorio por caças franceses e aeronaves de reabastecimento.


Últimas noticias sobre este tema

Capital da Líbia isolada

Mali: Franceses às portas do último reduto

Tomada de Diabaly abre caminho para norte

Ataque argelino deixa 49 mortos

França intensifica ataques no Mali

Helicópteros franceses derrotam Alqaeda

Kadafi abatido

Combates chegam ao centro de Sirte

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---