Conflitos internacionais


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Coreia do Sul desafia Pequim
Aviões coreanos, enviados para sobrevoar zona de aviso aéreo chinesa
28.11.2013


Aeronaves mlitares da Coreia do Sul, sobrevoaram nesta quarta-feira a zona de defesa aérea auto-proclamada pelo governo da China no passado sábado.

O governo da Coreia do Sul não fez nenhum comentário à atitude, mas em todo o mundo a atitude coreana representa uma afirmação perante a China de que o país não aceita a decisão unilateral chinesa.

Todos contra a China

À medida que o tempo passa, começa a tornar-se evidente que as atitudes do governo chinês, embora oficialmente o país continue a dizer que pretende sempre soluções pacíficas para as contendas, são vistas por todos os vizinhos como agressivas.

A Coreia do Sul e o Japão também têm desacordos quanto à administração de ilhas no mar do Japão, mas a decisão unilateral da China acabou colocando coreanos e japoneses do mesmo lado.

No sábado passado a China declarou para surpresa de todos os países vizinhos, uma zona de defesa aérea, tendo passado a exigir que todos os aviões que sobrevoem a zona informem as autoridades chinesas da sua pretensão.

A zona, que inclui as ilhas japonesas de Senkaku, sobre as quais os chineses também têm pretensões, foi já sobrevoada por aeronaves pesadas americanas enviadas da base de Guam. O Japão deu ordens às companhias aéreas do país para não avisarem Pequim dos voos que atravessem a área que os chineses declararam ser de seu interesse em termos de segurança. Tokyo informou também que aeronaves de combate da força de auto-defesa do Japão tinham já atravessado a área, sem terem dado qualquer informação a Pequim.

Tentar deitar água na fervura

Espera-se que a próxima visita do secretário de estado norte-americano à china, prevista para os próximos dias, venha despoletar as tensões, no entanto os observadores internacionais são praticamente unânimes ao afirmar que ainda que as tensões venham a serenar nos próximos dias, não é provavel que o problema se resolva com facilidade.

Tanto os chineses quanto os japoneses consideram o tema das ilhas como uma questão de honra nacional e por isso nenhuma das partes está disponível para negociar.
A China, pretende fazer uso do seu crescente poder e influência económica, complementando-a com demonstrações do seu poder militar. Para o fazer, tem que desafiar os Estados Unidos, ou então o seu mais poderoso aliado na região, o Japão.

Nos últimos dias, o governo de Taiwan, também afirmou que via com algum desagrado a declaração unilateral do governo de Pequim, ainda que considerasse que não se tratava de uma reclamação de espaço aéreo ou de territorialidade, mas sim a declaração de uma zona de proteção aérea.

Falta de tato

Ao mesmo tempo que se desenvolvem os sobrevoos, que são acima de tuto um desafio à China, até na fortemente censurada imprensa de Pequim têm surgido críticas à forma como o governo chinês tem vindo a gerir o assunto.

A China assumiu uma posição de força ao declarar aquela zona de proteção aérea, exigindo ser informada quando aeronaves navegassem naquele espaço aéreo.
Agora, tanto os Estados Unidos como o Japão como a Coreia do Sul desafiaram abertamente a China, deixando o governo chinês com o ónus de responder.
A China não tem como responder de forma eficaz, sem aumentar ainda mais a desconfiança e os receios que todos os países vizinhos têm vindo a demonstrar relativamente ao governo de Pequim.


Últimas noticias sobre este tema

Coreia do Sul desafia Pequim

B-52 seguidos por chineses

Renovada tensão entre China e Japão

Agrava-se situação na Coreia

Forma de pressão ou preparação para a guerra ?

Tanques chineses na fronteira coreana

Exercicios militares começam na Coreia

Coreia do Sul responderá de imediato

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---