Marinha


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
De volta à base
Navios russos dirigem-se para Murmansk
11.05.2014


No seu movimento normal de volta ao norte durante a primavera, uma esquadra de navios russos que se encontrava no Mediterrâneo, dirige-se agora para a sua base em Murmansk. O agrupamento de navios russos inclui o porta-aviões Kuznetsov e o cruzador Piotr Veliki (Pedro o Grande) em russo.
Além destes navios, a frota era igualmente acompanhada pelo rebocador de esquadra Altay, que normalmente acompanha os grandes navios russos, por três navios reabastecedores e por um navio de apoio a operações anfíbias, Minsk, da classe Ropucha.

Os navios russos foram escoltados na sua viagem para norte por um contra-torpedeiro da classe Daring da Royal Navy, que é neste momento o mais sofisticado navio de uma marinha europeia.

Vários navios da esquadra russa estiveram presentes no mediterrâneo onde serviram para desincentivar uma intervenção por parte dos americanos e europeus contra o regime do Partido Socialista Bahas de Bashar Al Assad.
Vários navios russos entretanto voltaram ao Mar Negro, onde serviram para garantir o transporte de tropas entre o território russo e a peninsula ucrâniana da Crimeia, presentemente ocupada pela Russia.

Ao contrário do que é normalmente referido na imprensa, a Russia não possui nenhuma base na Síria e os seus navios precisam voltar à base com alguma regularidade. Tanto o Kuznetsov quanto o «Piotr Veliki» são navios relativamente antigos e o Piotr Veliki e normalmente assolado por problemas nos seus reatores. As dificuldades sentidas pelos russos neste aspeto levaram a que o navio não saia do porto sem ser acompanhado por um rebocador.

A principal função do cruzador construido durante a guerra fria é política, já que o navio é utilizado para transmitir uma sensação de força e poder quando faz visitas a portos internacionais. A Rússia tem aparentemente planos para trazer de volta ao serviço ativo um segundo navio do tipo.




Últimas noticias sobre este tema

Busca cancelada

Submarino russo (?) na Suécia

Adeus Vladivostok

Graney entra ao serviço na Rússia

De volta à base

Programa nuclear naval russo sofre revés

Último Oscar retirado em 2014

Rússia pode vender submarinos

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---