Sociedade / Política


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Brasil é anão diplomático !
Israel, critica duramente posições brasileiras sobre Gaza
25.07.2014


Depois que os responsáveis brasileiros tomaram uma posição dura, relativamente à continuação dos bombardeamentos levados a cabo por Israel sobre o território de Gaza, a diplomacia de Israel reagiu de forma abrupta e muito pouco diplomática.

Na quinta-feira, Yoel Barnea, o consul de Israel em São Paulo, disse que seu país estava desiludido com o Brasil, porque o movimento Hamas bombardeou Israel com mais de 2000 projeteis de artilharia que eram apontados à toda a população de Israel, mas o Brasil não referiu isso em seu protesto.

Mas ao final do dia, a relação entre os dois países azedou, com uma declaração oficial não do consul mas do próprio governo de Israel, através do porta-voz do ministro das relações exteriores do governo de Tel-Aviv.

Segundo a imprensa de Israel, o responsável disse que esta era uma infeliz demonstração de porque o Brasil é um «anão diplomático».
Nas palavraso da diplomacia de Israel, o relativismo da moralidade brasileira neste aspecto, explica porque o Brasil é um parceiro irrelevante, que contribui para criar problemas e não para encontrar soluções.

O Brasil chamou seu embaixador em Tel Aviv para consultas, em protesto pelo que foi visto como desproporcional uso da força por parte das forças armadas de Israel, contra o movimento terrorista Hamas.

A imprensa de Israel também afirmou que é esperado que outros países da América do Sul sigam o Brasil em suas criticas a Israel, já que se considera que as posições brasileiras acabam influenciando outras na região.

Em declarações à imprensa, um responsável do ministério em Tel Aviv disse que o Brasil pretendia cair nas boas graças dos países árabes e que procura estabelecer uma política de alianças que garanta no futuro um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Embora o reparo tenha rapidamente passado para terceiro plano na imprensa de Israel, no Brasil a resposta do governo de Tel Aviv recebeu mais destaque que a chamada do embaixador brasileiro para consultas.

Dilma e Putin: Os criticos acusam a presidenta de esquecer a invasão e ocupação da Ucrânia e aceitar o apoio a regimes genocidas. Uma diplomacia sem rumo e sem cabeça acabou com a credibilidade brasileira.
Diplomacia à deriva

Vários analistas no Brasil, afirmam que a diplomacia de Dilma Roussef está literalmente à deriva. No tempo de Lula, o presidente ainda ouvia o Itamaraty, mas agora Dilma manda notas e não admite sequer sugestões.

Dilma, que tem dificuldade em distinguir Áustria de Austrália, e não sabe apontar um país como a França no mapa, é vista como uma isolacionista, que não tem ideia do que é politica externa.

Depois do mundial de Futebol, Dilma recebeu o presidente Putin da Russia e criticou as sanções internacionais contra a Russia por causa da invasão da Ucrânia. Ao mesmo tempo não disse uma palavra sobre a invasão russa, a ocupação de território estrangeiro, nem sobre o controlo de regiões da Ucrânia por organizações terroristas, pagas pelo próprio Putin.,

Na semana passada Dilma ameaçou os portugueses de acabar com a CPLP, comunidade de países de língua portuguesa, se o governo de Lisboa continuasse vetando a entrada da Guiné Equatorial, um país de língua espanhola na organização.
O dirigente da Guiné, acusado de todo o tipo de crime do livrinho, que além disso ainda é conhecido por matar e depois comer seus opositores políticos, conseguiu o apoio fanático de Dilma para entrar na organização.

Dilma, que critica os governos de países democráticos por várias de suas atitudes, apoia vigorosamente o regime ditatorial de Cuba, com dinheiro que retira dos cofres brasileiros e apoia o regime de Nicolas Maduro, o herdeiro político de Hugo Chavez.

A dualidade de critérios, levou a diplomacia brasileira para um beco sem saída. O Brasil é um pais democrático mas Dilma continuamente alinha ao lado das ditaduras. Por isso o Brasil acaba não tendo qualquer capacidade para influenciar essas ditaduras e perde toda a credibilidade junto das democracias em todo o mundo, acrescentou um comentador em Brasilia.


Últimas noticias sobre este tema

Dilma ganha com 51%

Brasil é anão diplomático !

Estudo mostra receios dos brasileiros

Brasil vermelho !

Marina Silva obriga Dilma a 2º turno

Ahmadinejad chega ao Brasil entre protestos

Brasil: Troca de Ministro da Defesa

A-320 da TAM caiu em Congonhas

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---