Força Aérea


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Manobras perigosas
NATO acusa russos de comportamentos agressivos
02.12.2014


O secretário geral da NATO em declarações proferidas em Bruxelas nesta terça-feira comentou mais uma vez o grande número de incidentes que têm vindo a ocorrer com aeronaves da força aérea russa.

O principal problema reportado, está relacionado com o perigo para a navegação que constitui o tráfego de aviões de combate pesados russos sem qualquer identificação rádio, que permita aos controladores aéreos.

Exemplo desses problemas, foi a «visita» de aeronaves Tupolev Tu-95 que fizeram um voo de mais de 16 horas que trouxe as aeronaves russas desde o norte do país até à costa oeste da região portuguesa do Algarve.

Os voos não foram detetados pelos controladores aéreos e constituíram um perigo para a aviação civil. Embora a própria embaixada russa tenha divulgado que as incursões não implicavam nenhuma violação da lei internacional, não comentou sobre os riscos de acidente, que existiram como resultado da incursão.

O comportamento genérico dos russos no que respeita à aviação tem já provocado problemas sérios. Na Ucrânia no verão de 2014, forças russas ou rebeldes apoiados pela Rússia, atacaram um avião comercial da Malaysia Airlines tomando-o por um bombardeiro ucraniano, matando todos os passageiros a bordo.

Acidente mais recente na Noruega

Nos últimos dias, uma aeronave russa do tipo MiG-31, um caça bombardeiro supersónico, mostrou um comportamento agressivo e extremamente perigoso, colocando-se ostensivamente à frente do um F-16 da força aérea da Noruega durante uma patrulha efetuada sobre as águas do mar do norte, acima do círculo polar ártico.

As autoridades norueguesas no entanto, consideraram que não é possível determinar se o comportamento mostrado pelo avião de combate russo se deveu a uma intenção premeditada para criar problemas, ou se os erros de aviação foram resultado de qualquer problema ou erro do piloto russo.

Sabe-se que nas forças armadas russas os problemas de alcoolismo são recorrentes, desde as patentes mais baixas até aos altos escalões. A utilização de Vodka, afeta o comportamento dos russos especialmente durante os meses de inverno.

Pilotar sob influencia de bebidas alcoólicas é considerado normal entre os pilotos russos, e ao contrário do ocidente onde isso é visto como falta de profissionalismo, na Rússia é considerado prova de virilidade.


Últimas noticias sobre este tema

Manobras perigosas

Ucrânia continua a vender armas ao Kremlin

Avião da Malásia abatido por BUK-M1

Ministro russo irritado com Londres

Mais aviões da NATO para o Mar Negro

Turquia envia F-16 contra avião russo

Sukhoi T-50 atrasado 5 anos

Russos reconhecem interesse no Ecureuil

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---