Sociedade / Política


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Brasil: Troca de Ministro da Defesa
Acidente aéreo em São Paulo, deverá forçar saída de Waldir Pires
21.07.2007


Uma remodelação esperada há já algum tempo em Brasilia, a do ministro da defesa Waldir Pires, parece começar a tomar forma. As criticas às estruturas estatais do governo, que de uma forma ou de outra estão ligadas ao cada vez mais caótico trafego aéreo e aeroportuario do país deverão levar à demissão do ministro durante a próxima semana.

Embora tenha apresentado condolências, o presidente da republica não fez mais afirmações nem comentários na sequência do acidente de aviação que ocorreu esta semana em São Paulo, em que uma aeronave comercial se despenhou após aterrisagem no aeroporto de Congonhas. No acidente perderam a vida cerca de duas centenas de pessoas.

Segundo a imprensa escrita, não é intenção do presidente Lula da Silva acusar o ministro de qualquer responsabilidade direta ou indireta no acidente, que segundo as últimas análises de especialistas poderá ter sido resultado de múltiplos erros, entre os quais erros da própria companhia aérea.

Uma das criticas apontadas ao ministério dirigido por Waldir Pires e aos organismos que tem na sua dependência, é a incapacidade que o ministro parece ter demonstrado para resolver problemas, juntando a essa alegada incapacidade, o fato de ele parecer estar apenas gerindo os assuntos do dia a dia, sem qualquer preocupação de planejamento futuro, não tentando criar condições para resolver os problemas que afetam de forma clara a aviação civil, especialmente no que diz respeito ao controlo do espaço aéreo brasileiro.

Entre as mais incómodas pedras no sapato do ministério, está a INFRAERO entidade que gere os aeroportos brasileiros, e que tem sido responsável por uma sequência de erros e falhas de gestão. A rede de radares e sistemas auxiliares de navegação tem vindo a envelhecer e não tem sido feito praticamente nenhum investimento na área que produza resultados.

A Amazônia não tem um sistema adequado para gestão do tráfego, o que já levou a que no ano passado ocorresse um acidente com um elevado numero de mortos e o sistema militar de radares conhecido como SIVAM, não tem sido modernizado, pelo que parte dos seus sistemas já se podem considerar ultrapassados.

A falta de preparação do ministro para entender os problemas que de fato afectam a aviação civil, e as complexidades e tensões que resultam de no Brasil o controlo do tráfego aéreo estar nas mãos dos militares são mais fatores que explicam a situação de caos que muitas vezes parece ser a norma nos aeroportos do Brasil.

A juntar a esta situação está a cada vez maior desconfiança com que a população olha para tudo isto, havendo cada vez mais pessoas que têm medo de viajar de avião no país por falta de confiança quer na organização dos aeroportos quer na segurança dos voos.
Fora do Brasil, associações de pilotos já se pronunciaram, pedindo ao governo brasileiro que tome acções no sentido de garantir a segurança dos passageiros dos voos internacionais entre o Brasil e a Europa e entre o Brasil e os Estados Unidos.


Últimas noticias sobre este tema

Dilma ganha com 51%

Brasil é anão diplomático !

Estudo mostra receios dos brasileiros

Brasil vermelho !

Marina Silva obriga Dilma a 2º turno

Ahmadinejad chega ao Brasil entre protestos

Brasil: Troca de Ministro da Defesa

A-320 da TAM caiu em Congonhas

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---