Força Aérea


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Dia atarefado para a FAP
Bombardeiros russos interceptados no Atlantico
29.10.2014


A Força Aérea Portuguesa lençou hoje os seus caças de prontidão para identificar aeronaves desconhecidas que voavam dentro da sua área de influência, sobre o Atlântico a noroeste da costa continental portuguesa, algures entre o continente português e a ZEE dos Açores.

Os aviões russos agiram sobre o espaço aéreo controlado por Portugal, pelo Reino Unido e pela Noruega. Um total de quatro bombardeiros estratégicos Tu-95 e quatro aviões de reabastecimento IL-76 (a versão de reabastecimento do IL-76 chama-se IL-78) voaram sobre o Atlântico.
Dos oito aviões, seis voltaram para trás depois de terem sido interceptados por caças F-16 da força aérea da Noruega, mas dois deles, um Tu-95 e um IL-76 prosseguiram a sua viagem e chegaram até à costa portuguesa.

A Força Aérea Portuguesa colocou em alerta várias tripulações, o que permite colocar no ar se necessário várias aeronaves, em vez das duas que normalmente estão de prontidão e são utilizadas para operações de interceção e identificação.

Aeronave de reabastecimento IL-76 em cima e bombardeiro estratégico Tu-95, cujo raio de ação operacional é aumentado pelo avião reabastecedor
A Força Aérea Portuguesa foi das mais ativas nas últimas horas já que também teve que interceptar aeronaves Il-20 russas no Báltico.
A atividade dos aviões russos, ocorre na mesma altura em que um novo leque de sanções económicas sobre o regime russo está em implementação por parte dos países da União Europeia e os bombardeiros russos visitam Portugal, numa altura em que seis caças F-16 portugueses estão colocados nos países bálticos, onde têm interceptado aeronaves russas que de forma provocatória têm violado o espaço aéreo desses países.

Perigo para a aviação civil

O principal problema que se levanta com a presença destas aeronaves de ataque russas, decorre do silêncio rádio e de estes aviões não se identificarem perante os controladores aéreos, o que pode levar em circunstâncias extremas, a acidentes.




Últimas noticias sobre este tema

Bombardeiros russos visitam Algarve

Dia atarefado para a FAP

12 caças F16 portugueses vendidos à Romenia

Portugal quer vender helicópteros Kamov

Ajuda portuguesa para o Haiti, volta para trás

Manutenção de Helicópteros EH-101 custa 11 mihões por ano

Primeiro C-295M entregue à FAP

F-16B MLU da Força Aérea Portuguesa despenha-se

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---