Exército


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Portugal: Honra Manchada !
Escândalo de tortura de menores, embaraça Forças Armadas
21.10.2009


As forças armadas portuguesas, nomeadamente o Colégio Militar, encontram-se envolvidos em um escândalo, depois que o Ministério Público (acusador oficial do Estado) afirmou ter encontrado fatos suficientes para deduzir acusação contra vários «graduados»[1] de idades próximas dos 17 anos, que durante seu último ano de presença na instituição terão alegadamente praticado crimes e «sevícias» sobre alunos menores, com idades entre os 10 e os 11 anos, ultrapassando para alem dos limites do aceitável, o poder que lhes tinha sido atribuído pelas entidades formadoras competentes.

Um dos alegados criminosos, referido na imprensa como «Rui C.» terá sido investigado pela própria instituição e da investigação levada a cabo pelo Colégio Militar nada terá resultado para além de uma leve «admoestação», porque as actividades de «Rui C.» se enquadravam dentro da normal política de disciplina da instituição militar portuguesa.

Já o Ministério Público, segundo a imprensa Portuguesa, distinguiu entre os castigos com fins educativos - destinados a manter e a promover a disciplina como valor da escola – dos maus tratos e sevícias criminosas levadas a cabo por alunos mais velhos sobre os mais jovens.
Segundo o acusador português, a linha que separa a disciplina do abuso de poder foi ultrapassada de forma clara pelos oito alunos agora acusados.

Essa não é a primeira vez que se levantam suspeitas sobre a prática de sevícias e de comportamentos criminosos por parte de alunos mais velhos do Colégio Militar, sobre alunos mais jovens com o reconhecimento mais ou menos tácito dos responsáveis da instituição.
É no entanto a primeira vez que é de forma efetiva, deduzida acusação, depois de os país das crianças abusadas terem apresentado queixa, depois de a instituição militar ter ignorado os crimes e considerado que a violência era apenas natural, não punindo os alegados criminosos.

Aparentemente, um crime punido com «admoestação» no Colégio Militar, é passível de punição com cinco anos de prisão, no mundo real, onde não existe a Lei do Silêncio, aproveitada pelos criminosos para perpetrarem suas atividades criminosas.
Muitos pais perguntam que tipo de educação será dada aos alunos daquela instituição, onde aparentemente se premeia a violência.

A brutalidade dos alegados criminosos, terá provocado lesões físicas permanentes e os alegados criminosos deverão responder em tribunal civil.

Visões distintas

Fontes militares próximas da instituição portuguesa afirmam que o arguido «Rui C.» era um aluno aplicado, que tinha recebido condecorações por ter atingido metas.
Já pais de vários alunos da instituição, em declarações à imprensa portuguesa acusaram a entidade gerida pelas forças armadas, de ser uma instituição destinada a instruir pessoas violentas e sem princípios, capazes de todo o tipo de crime, e habituando as crianças à impunidade, ensinando-lhes que o problema não cometer o crime, mas sim ser apanhado.

A falta de rigor com que a instituição ligada às forças armadas tratou comportamentos considerados criminosos, levanta dúvidas sobre todas as alegações anteriores, que nunca chegaram à fase de instrução.

O Estado Português, é conhecido pela falta de qualidade e pelo desleixo dos administradores de suas instituições de ensino. Ainda há alguns anos, noutra instituição igualmente criada pelo Estado para educar jovens, conhecida como Casa Pia, foram praticados crimes de origem sexual que envolveram a instituição num escândalo de pedofilia que continua sem qualquer solução judicial. No caso Casa Pia, o próprio diretor da instituição foi acusado de crimes.

[1] – Título honorífico, que implica poder descricionário dado pela instituição, alegadamente a alunos que se destaquem pelas suas qualidades académicas e que lhes permitem dar ordens aos alunos mais jovens. Aparentemente terão também sido atribuídos a alunos desequilibrados e com gravíssimos problemas psicológicos.


Últimas noticias sobre este tema

Portugal cancela NH-90

Exército quer mais tanques

Crise chega às Pandur-II do exército português

Portugal: Honra Manchada !

Principio do fim para o tanque M-60

Contrapartidas agitam concorrência entre Oto Melara e CMI

Pandur com peça de 105mm novamente em consideração

Portugal: Dia do Exército

| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|
  ---